Como fazer um planejamento financeiro para editoras?

6 minutos para ler

Assim como qualquer empresa, de qualquer segmento, uma editora precisa saber como fazer um planejamento financeiro. Afinal de contas, por mais que esse possa parecer um universo cercado de arte e magia, trata-se de um negócio — e, como tal, necessita de um bom controle da área para continuar prosperando.

Atualmente, em um mercado em que os livros impressos têm disputado espaço com os virtuais, atentar aos números e buscar manter a saúde financeira é ainda mais fundamental para que a sua editora tenha bons resultados.

E, você, sabe como fazer um bom planejamento financeiro? Como andam as finanças do seu negócio? Continue a leitura e veja como podemos ajudar nessa missão!

Qual a importância de um planejamento financeiro para editoras?

Quem não conhece bem o mercado editorial pode pensar que os gastos de uma editora são referentes apenas às publicações. Realmente, os custos de produção e divulgação de uma obra não são baixos — e, em contrapartida, os royalties nem sempre são negociados da forma como gostaríamos, não é verdade?

Mas, além desses gastos (e dessa conta de entrada e saída que, muitas vezes, é difícil de fechar), existem muitos custos envolvidos no dia a dia de um negócio como esse, os quais merecem total atenção do gestor ou responsável.

Isso porque, aos poucos, muito dinheiro pode estar sendo desperdiçado ou aplicado de maneira incorreta. Da mesma forma, sem um planejamento financeiro inteligente não é possível aproveitar os lucros da melhor maneira.

O que pode ser observado em muitas empresas é o dinheiro entrando apenas para “apagar incêndios” — ou seja, não há um plano para criar uma reserva emergencial, investir em excelentes projetos que surgem de repente ou investir em melhorias para o negócio, como tecnologia e capital humano.

Sem um planejamento financeiro não só perde-se o controle do que sai como não é possível aproveitar bem o que entra. E nesse vai e vem, a sua editora pode perder grandes oportunidades, ficar parada no tempo ou, até mesmo, deixar de existir.

Como fazer um planejamento financeiro eficiente?

Você compreendeu agora — ou já sabia — a importância de um controle das suas finanças na ponta do lápis, mas não sabe bem por onde começar a traçar o melhor planejamento? Confira algumas dicas agora mesmo!

Procure informações para entender a atual saúde financeira da editora

Antes de iniciar um plano em direção ao futuro, é fundamental saber onde está, não é mesmo? Independentemente do tempo de mercado que a sua empresa tenha, pode ser que os números estejam um pouco (ou muito) desorganizados. Nada anormal, afinal, as informações são mesmo volumosas e um pequeno período sem um controle mais atento pode pôr tudo a perder.

Mas não são apenas esses números que merecem a sua atenção nesse momento: conhecer o negócio, o ritmo de crescimento até aqui, as perspectivas (ao curto, médio e longo prazo) e os avanços da concorrência também é essencial para saber qual é o seu posicionamento no mercado e como isso pode interferir nas finanças.

A partir dessas informações é possível, por exemplo, ter a consciência se é viável aumentar a sua precificação, negociar melhores preços etc.

Considere o auxílio de um consultor financeiro

Para que o seu planejamento seja bem elaborado e tenha sucesso, é necessário ter dados precisos a respeito do fluxo de caixa, do capital de giro, dos processos de contas a pagar e receber, dos impostos e outras variáveis.

Tudo isso pode ser complexo, de início, tanto para os empreendedores mais experientes quanto para aqueles que estão dando os primeiros passos em sua editora.

Portanto, vale a pena considerar a ajuda de um consultor financeiro, pois esse profissional, além de auxiliá-lo a montar uma boa base para o seu projeto, pode dar boas orientações com foco nas características particulares do negócio, bem como traçar planos eficientes de investimento.

Registre tudo que for relacionado à entrada e saída de dinheiro

Parece uma dica simples e muito básica, mas acredite: muitos gestores não têm ideia do quanto entra e onde vai parar o dinheiro da sua editora. Por isso, a partir de agora, anote todas as entradas e saídas que acontecem, diariamente.

Para facilitar, inicie pelos gastos fixos e mensais, como pagamento de pessoal, custos com estrutura (aluguel, água, luz), equipamentos (manutenção), impostos etc. Em seguida, crie o hábito de lançar, todos os dias, os valores que foram faturados e debitados e exatamente para quê.

Invista em tecnologia para as finanças

Atualmente, existem muitos softwares que podem ajudá-lo nessa missão de registrar as entradas e saídas das empresas. Há quem prefira as boas e velhas planilhas de Excel — e não há nada de errado nisso, desde que você se comprometa a preenchê-las e monitorá-las.

Alguns diferenciais que essas ferramentas mais modernas podem oferecer são, além de um controle minucioso das contas a pagar e receber, a possibilidade de criação de relatórios, gráficos, projeções de investimentos e, até mesmo, emissão de boletos bancários, caso você trabalhe diretamente com isso. As opções são inúmeras e vale a pena dar uma olhada.

Atente aos tributos

Por desconhecimento ou desatenção, muitos empresários não atentam aos impostos que uma empresa deve pagar, e, com isso, podem ter diversos problemas, como gastos extras com multas, problemas judiciais e a impossibilidade de realizar novos investimentos.

Isso porque quando se pensa que determinado valor que vai entrar poderá ser utilizado em benefício da editora, aparece um “imposto surpresa” — que não estava previsto — e toma toda a quantia. Ou seja, é muito difícil manter a saúde financeira de um negócio sem acompanhar de perto as suas obrigações fiscais.

Se você não entende bem esse assunto, busque ajuda de um profissional para que ele lhe indique quais serão as previsões dos próximos meses ou ano, por exemplo. Em seguida, deixe todos esses valores lançados em sua planilha ou software e fiscalize os vencimentos, para ter sempre dinheiro em caixa disponível.

Saber como fazer um planejamento financeiro requer mais dedicação e atenção do que, realmente, conhecimentos específicos. Mas é fundamental que você se dedique a esse trabalho, a fim de ver a sua editora com bons resultados e prosperando cada vez mais.

Gostou deste conteúdo e quer saber como ter mais lucros em seu negócio? Baixe, agora mesmo, o nosso e-book sobre como aumentar a receita da editora.

Você também pode gostar

Deixe um comentário