Afinal, como saber a tiragem de um livro?

3 minutos para ler

Quem é do mercado editorial sabe que o processo de produção de um livro envolve diversas etapas, que vão da pesquisa sobre o tema à impressão dos exemplares. E, nessa fase final, surge uma dúvida muito comum: como saber a tiragem de um livro?

Para começar, é preciso entender esse conceito. Tiragem tem a ver com a quantidade de exemplares que serão colocados no mercado. Sendo assim, fazer uma análise correta é fundamental para garantir sucesso nas vendas.

Ficou interessado? Então, siga a leitura do post e saiba como fazer o cálculo correto da tiragem de um livro. Vamos lá?

O que é a tiragem de livros?

O conceito de tiragem diz respeito ao número de exemplares que serão produzidos de determinada publicação. É comum que haja confusão entre esse termo e edição, mas são coisas completamente distintas.

A edição refere-se ao conteúdo final, ou seja, ao material que foi escrito, revisado, editado e que vai compor o livro. Quando a publicação é lançada, chama-se primeira edição e, então, é definida a quantidade de exemplares — a tiragem.

Quando os exemplares se esgotam, é necessário fazer uma reimpressão, ou seja, uma nova tiragem. Se o conteúdo não for alterado, o livro seguirá na primeira edição. Porém, se houver qualquer alteração (mudança no texto por decisão do autor, revisão gramatical etc.), a publicação será considerada uma segunda edição e nova tiragem será definida.

Como saber a tiragem de um livro?

Para não errar no cálculo, é fundamental considerar algumas questões. Acompanhe.

Peça diferentes orçamentos

Faça isso levando em conta não apenas o número de leitores que podem se interessar pelo livro, mas também os diversos tipos de papel e acabamento, tamanho, capa, costura, entre outros detalhes.

Comece com tiragens menores

Essa é uma estratégia interessante, principalmente para autores iniciantes ou independentes. A impressão digital por demanda, por exemplo, está se popularizando, já que acaba com os custos de estocagem de livros.

Tenha cuidado para que não haja sobras

A falta de previsão acaba tendo como consequência as sobras. Esse é um problema comum em grandes tiragens e que causa gastos desnecessários.

Considere o perfil do autor

Uma tiragem correta está totalmente relacionada com o perfil do autor da obra. Quanto menos conhecido ou iniciante, menor deve ser o número de exemplares. Além de economicamente mais viável, haverá um risco menor de sobras.

É possível pedir mais tiragens?

A boa notícia é que não há limites para novas tiragens, mas é sempre necessário considerar alguns aspectos. Se houver mudança no conteúdo, por exemplo, o correto é solicitar uma segunda edição e não uma reimpressão.

Além disso, o investimento em uma nova tiragem deve levar em conta a demanda pelo livro. Lembre-se que tiragem não significa vendas. Esteja seguro de que novos exemplares serão comprados pelos leitores.

Enfim, calcular o número de exemplares de uma obra é fundamental para o sucesso das vendas, afinal, publicações paradas em estoque significam gastos desnecessários.

Agora que você já tirou suas dúvidas de como saber a tiragem de um livro, que tal nos seguir nas redes sociais e ficar por dentro de outras dicas do mercado editorial? Estamos no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

Você também pode gostar

Deixe um comentário