Entenda o que são metadados no mercado editorial

4 minutos para ler

Nos últimos anos, pudemos notar uma forte tendência, que é a mudança do mundo físico pelo online. Isso acontece com os meios de comunicação e comercialização de produtos em multinacionais, mas esse processo também inclui os livros.

É cada vez mais frequente você se deparar com e-books, artigos em PDF e até mesmo títulos famosos sendo comercializados de forma virtual.

Numa livraria ou biblioteca física, temos a ajuda de funcionários ou, ainda, da organização dos livros divididos por seções, o que facilita a localização das obras que desejamos. Entretanto, na internet, as pessoas têm uma infinidade de opções, preços e lojas. Dessa forma, para que o leitor encontre a sua obra, é essencial usar metadados.

Como você pode perceber, este tema é interessante para o mercado editorial. Sabe o que são metadados? Explicaremos a seguir. Confira!

O que são metadados

Metadados são as informações disponíveis sobre um livro. Para você entender melhor, veja alguns exemplos:

  • título;
  • autor;
  • editora;
  • capa;
  • palavras-chave;
  • dimensões.

Também informações que descrevem, qualificam e avaliam o livro fazem parte dos metadados, tais como sinopse, biografia do autor, resenhas, críticas, prêmios recebidos pela obra e pelo autor, preço, disponibilidade e muito mais.

Ou seja, metadados envolvem informações que caracterizam e informam sobre uma obra. Com os metadados, podemos identificar um livro mesmo sem tê-lo em mãos.

Quanto mais completas forem as informações disponibilizadas sobre o título, maiores são as chances de ser localizado. Metadados bem formatados podem ser o segredo de vendas de muitas obras.

Como o uso de metadados beneficia o mercado online

No e-commerce é mais difícil se decidir em relação a uma compra do que pessoalmente, tendo em vista a quantidade de opções disponíveis. Sendo assim, é importante entender bem quais metadados devem ser utilizados.

Quer conhecer alguns de seus benefícios? Continue a leitura e fique por dentro!

Aumento nas vendas

De acordo com uma pesquisa da GfK, na Alemanha, em 2014, ter metadados padronizados e qualificados pode aumentar suas vendas. A análise mostrou, por exemplo, que por ter sinopse nos metadados, as vendas podem aumentar em 92%.

Vale ressaltar que, com os metadados, os lançamentos ficam imediatamente disponíveis para o e-commerce e redes de livrarias, o que evita a perda de vendas por falta de informação no ponto de comercialização.

Criação de um catálogo online

Pelo fato de organizar as obras de acordo com suas características, a empresa passa a ter um catálogo online, com identificação e descrição. Sendo assim, ao encontrar uma de suas obras, o leitor pode navegar também pelas outras.

Compartilhamento de informações

A partir da padronização dos títulos por metadados, é possível fazer um maior compartilhamento de informações do seu produto entre diferentes sistemas da rede.

Como comenta Camila Cabete, em seu artigo no PublishNews, publicar um livro sem metadados no e-commerce, é como ter um filho e não lhe dar um nome. Isso porque essas características que “nomeiam” a obra são como o seu usuário numa rede social: por meio dele é bem mais fácil encontrar você.

Um exemplo de como o mercado voltado aos metadados é importante e tem crescido é a Metabooks, que já integra automaticamente os metadados da Amazon, Magazine Luiza, Submarino, Livraria Saraiva e muitos outros, além de diversos distribuidores. Estar atento a esse mercado é imprescindível para o crescimento do seu negócio.

Você já sabia o que são metadados? Depois de aprender tanto sobre o assunto, que tal difundir esse conceito para outras pessoas? Então compartilhe este artigo com seus amigos em suas redes sociais agora mesmo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário