O que é ruptura de estoque? Saiba como evitar esse problema

4 minutos para ler

A ruptura de estoque é a falta de mercadoria no momento de compra do consumidor. É aquela situação que acontece quando o cliente procura por um produto, como a edição de um livro, e ele não está disponível para venda.

Para ter uma ideia da gravidade desse problema, a ruptura de estoque é responsável por uma queda de 5 a 10% nas vendas das empresas. Além disso, sabe-se que 32% dos consumidores acabam migrando para outra loja em busca da mercadoria desejado ou de produto similar de outro fabricante.

Um gerenciamento eficaz evita a ruptura de estoque, mas, para alcançá-lo, alguns passos devem ser seguidos. Acompanhe nosso post e descubra como obter sucesso na gestão de estoque da sua editora.

Quais as causas da ruptura de estoque?

Trata-se de um problema recorrente no varejo, inclusive no mercado de livros. A ruptura de estoque é consequência, principalmente, de uma falha de comunicação entre o sistema de gestão e a gôndola (física ou virtual). Mas há outras causas envolvidas, como infraestrutura logística, sazonalidade etc.

Confira as principais causas da ruptura de estoque.

Problemas de planejamento

Esses fatores incluem:

  • falhas na regularidade da compra de produtos;
  • divergência entre as informações do sistema e do estoque físico;
  • desalinhamento entre o atendimento e a reposição;
  • erros de alocação de planograma;
  • falhas no marketing;
  • imprecisão de dados e informações.

Problemas no processamento de pedidos

Entre os erros mais comuns estão:

  • imprecisão de dados em históricos de vendas;
  • inexperiência de colaboradores na realização e encaminhamento de pedidos;
  • itens que apresentam falhas nos pedidos (pedidos trocados, por exemplo).

Problemas no ciclo de reposição

Nessa fase, os problemas são:

  • falhas no momento de recebimento de produtos;
  • colaboradores não capacitados ou em número insuficiente;
  • congestionamento na área de armazenagem;
  • incertezas nos procedimentos de reposição;
  • perdas, danos ou roubos;
  • má execução do planograma.

Como evitar a ruptura de estoque?

Apesar de ser um problema comum no varejo e, em especial, no mercado de livros, a ruptura de estoque pode ser evitada. Confira nossas dicas.

Entenda as causas da ruptura de estoque na sua loja

A correta análise das variáveis que influenciam os resultados da sua empresa é fundamental para uma boa gestão de estoque. Saber quais são os gargalos possibilita a execução de ações corretivas que poderão diminuir ou até mesmo eliminar esse problema.

Se a sua loja, por exemplo, divulga ou coloca em oferta um livro sem antes analisar se a quantidade em estoque será suficiente ou, ainda, não monitora os prazos de entrega com os fornecedores, certamente você terá problemas com a gestão de estoque e perdas financeiras. Por isso, faça um levantamento dessas falhas e solucione-as rapidamente.

Conheça seus clientes

Às vezes, parece que tudo está sendo feito da maneira certa, mas, mesmo assim, a ruptura de estoque persiste. Nesse caso, o melhor é se colocar no lugar do cliente. Provavelmente você não está pensando como ele.

Entender os hábitos de compra do seu público ajudará no planejamento e evitará a frustração do cliente — a grande inimiga de uma empresa.

Procure alternativas inteligentes

Na maioria das vezes, a ruptura de estoque acontece porque há um receio em se comprar demais e ficar com produto parado. Além disso, toda essa gestão de alimentação de estoque pode ser custosa para o empreendedor e, ao final, ineficiente,

No mercado editorial, uma maneira de se evitar isso é a impressão por pedido — ou print to order (PTO). O leitor realiza a compra do livro em algum canal digital e, nesse momento, o livro é produzido, mesmo que seja apenas uma única unidade. Rapidamente ele é enviado diretamente ao comprador.

Essa impressão sob demanda garante redução de custos e agilidade, além de evitar a tão temida ruptura de estoque.

Enfim, no varejo e, em especial, no mercado de livros, é preciso ter clareza sobre os hábitos dos clientes, o histórico de vendas e a gestão do negócio no que se refere à disponibilidade dos produtos oferecidos. E, para evitar compras em excesso ou ruptura de estoque, considere alternativas como a impressão sob demanda.

Gostou do nosso artigo? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e ajudes seus amigos com mais essa dica de gestão!

Você também pode gostar

Deixe um comentário